Caso 900 milhões de USD: São Vicente em prisão preventiva

0
137
Empresário Carlos Manuel São Vicente

Redacção

O genro do primeiro Presidente de Angola, é suspeito de crimes de peculato e branqueamento de capitais. Empresário angolano foi ouvido esta terça-feira, 22 de setembro, na Direção Nacional de Investigação e Ação Penal e  encaminhado para a cadeia de Viana.

Carlos São Vicente, marido da deputada Irene Neto, filha de Agostinho Neto, primeiro Presidente de Angola independente, que foi ouvido esta terça-feira pela segunda vez, durante cerca de sete horas na Direção Nacional de Investigação e Ação Penal (DNIAP), órgão afeto à PGR, foi conduzido para a cadeia de Viana, em Luanda.

Em causa está uma investigação que envolve uma conta bancária de Carlos São Vicente congelada na Suíça, por suspeitas de lavagem de dinheiro com cerca de 900 milhões de dólares, o equivalente a 752 milhões de euros, segundo divulgou um blogue suíço que acompanha questões judiciais naquele país.

Seja o primeiro a comentar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva o seu comentário
Por favor, escreva o seu nome aqui