Centenas marcham contra violência policial em Angola

0
237

Redacção

Organizações da sociedade civil convocaram para 20 de junho, uma marcha nacional contra a violência policial, cuja ideia é alertar a sociedade sobre a necessidade de denúncia e desencorajamento de todo o tipo de violência praticada pela Policial Nacional.

Para OMUNGA, uma das promotoras dos protestos, o papel da Polícia Nacional é a garantia da ordem e tranquilidade pública e visto que o artigo 30º da CRA consagra o “direito à vida”, o qual o Estado respeita e protege, sendo invioláveis, grupos organizados convocam marcha para repudiar actuação da defesa e segurança.

“Para salvaguardar o direito à vida, o bem mais precioso de todos os cidadãos muitos países viram-se forçados a adoptar medidas bastante rigorosas, de maneiras a evitarem-se aglomerações populacionais, reduzindo assim, as possibilidades da circulação comunitária do vírus da covid-19”, esclarece uma nota em posse d´Apública.

O comunicado espelha que durante o período do Estado de Emergência, um pouco por todo o país foi-se verificando uma abordagem pouco pedagógica da Polícia Nacional, que resultou até ao preciso momento na morte de 14 cidadãos, comparativamente com as mortes provocadas pela pandemia da covid-19.

Todavia, os promotores entendem que uma sociedade justa começa com cidadãos conscientes de seus direitos e deveres e que o respeito a vida deve ser a premissa maior para cada cidadão, não importa a condição social, económica e política. Simplesmente a vida é para ser respeitada.

Seja o primeiro a comentar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva o seu comentário
Por favor, escreva o seu nome aqui