Dois mortos em ataque a esquadra de polícia no Moxico

0
283

Duas pessoas morreram este sábado, 4 , na comuna do Lucusse que dista a 133 quilómetros a sul da cidade do Luena, devido a uma confusão alimentada por habitantes  numa das esquadras de Polícia na província do Moxico.

Trata-se de um alegado agente da Polícia Nacional colocado num dos postos de policial do Lucusse, município do Luena, província do Moxico, e um menor que aparenta ter 10 anos que foi alvejado com disparo acidental de uma arma de fogo.

De igual modo, que o presumível agente da Polícia Nacional de Angola encontrou a morte, quando os populares do Lucusse invadiram a esquadra na tentativa de retirar um cidadão que se encontrava detido suspeito da prática de feitiçaria, todavia, na acção resultou, igualmente, a morte de um menor de 10 anos por disparo acidental de uma arma de fogo.

Em comunicado, a Polícia Nacional informa que tudo aconteceu quando os agentes da ordem foram chamados para acudir um cidadão que estava a ser agredido pela população por alegada prática de feitiçaria no bairro.

A corporação fala em 300 pessoas, entre mulheres e homens, incluindo crianças que se dirigiram ao posto policial, do Lucusse, município do Luena, munidos de catanas, paus, enxadas, facas e outros objectos, com o intuito de assassinar o suposto feiticeiro do bairro, mas na tentativa de acudir o cidadão detido, dos agressores, um agente do referido posto policial foi brutalmente espancado até a morte.

Relata que na tentativa da salvaguarda da autoridade do Estado, os efectivos recorreram a armas de fogo e efectuaram disparos, tendo um deles atingido mortalmente um menor de dez anos que se encontrava entre os invasores.

Entretanto, as autoridades policiais na província prometem investigar e apurar responsabilidades aos autores da situação, pelo que, apela a calma da população, assegurando que a justiça será feita, pelos órgãos competentes.

Seja o primeiro a comentar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva o seu comentário
Por favor, escreva o seu nome aqui