Redacção

Uma fonte da Procuradoria-Geral da República confidenciou à Apúlica que os antigos gestores do Ministério da Saúde José Van-Duném e Carlos Masseca podem ser os próximos a serem chamados na Direcção Nacional de Investigação e Acção Penal (DNIIAP), por alegado crime de peculato e desvios de fundos.

Revelou ao antigo ministro da Saúde e ao secretário do Estado Área Hospitalar pesam ainda acusações de suposto desvios de contentores de medicamentos e de milhões de dólares que era para campanha de combate a malaria e febre-amarela.

A fazer fé das informações da fonte alguns auxiliares de José Van-dúnem têm estado a prestar informações sobre alegada má gestão que praticaram no Ministério da Saúde, porém as investigações decorrem a bom ritmo e que nos próximos dias deverão conhecer novos capítulos.

Desde a sua exoneração em 2016, José Van-dúnem não exerce nenhum cargo no novo elenco governativo de João Gonçalves Manuel Lourença, presidente da República. Já Carlos Masseca que na altura era adjunto de José Van-dúnem no Ministério da Saúde, hoje, é o Vice-governador para Esfera Política, Económica e Social da Província do Moxico.

Seja o primeiro a comentar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva o seu comentário
Por favor, escreva o seu nome aqui