Presidente da CNE do Cuanza Sul acusado de disseminar sida

0
253
Imagem edifício onde funciona provisoriamente a CNE

Alexandre Mahula
O presidente da Comissão Provincial Eleitoral do Cuanza Sul está a ser acusado de infectar mulheres com a sida. Morais António nega e desconfia que esteja numa encruzilhada que visa manchar a sua imagem.
Morais António, responsável da Comissão Provincial Eleitoral do Cuanza Sul, é suspeito de disseminar o vírus do VIH-SIDA, com as quais mantinha relações sexuais “propositadamente sem proteção”, desconhecendo o estado serológico o também advogado.
Fontes familiarizadas com o processo revelam, ainda, Morias António expõe nas redes sociais vídeos e fotografias pornográficas com mulheres que, supostamente já foram com ele à cama.
O visado, apelou a fonte, é um presumível portador de vírus do VIH-SÍDA, que transmite o vírus do sida as jovens mulheres numa intensão vingativa, colocando-as em risco e suas famílias.
Imagens chegadas ao Apublica, é possível ver Morais António agravar vídeos de suas vitimas que, segundo a fonte, desconhecem o estado serológico do parceiro, o que demonstra um atentado ao pudor e violação do direito a saúde e vida humana.
Morais António rejeita e diz que tem sido alvo de chantagens e ameaças de morte, por um grupo de alegados marginais que assalto ao seu escritório de advocacia elevaram consigo aluns haveres.
O também advogado disse” não só portador do SIDA, baseado nos exames feitos na clínica Espírito Santo e alega que está a ser vítima de campanha de difamação e injúria contra sua reputação. “Eu nunca fui seropositivo e não há atentado ao pudor, ou violação sexual com as pessoas com que me relaciono”.
“Em maio de 2019, o meu escritório foi arrombado por um grupo de jovens que terão levado o meu telefone que contem as fotografias e vídeos pessoais, daí que supostos elementos usam estes meios como chantagem”, rebateu o presidente da Comissão Provincial Eleitoral do Cuanza Sul.
Fazendo fé nas palavras responsável, os supostos bandidos exigem uma quantia de três mil dólares para servir de resgate de pertenças,aleando que já recorreu ao Serviço de Investigação Criminal, mas até aqui não obteve resposta.
Reconhece que os videos e fotografias que estejam a circular nas redes sociais seus e trata-se de mulheres de diferentes nacionalidades que chegou a ter casos amorosos.

Seja o primeiro a comentar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva o seu comentário
Por favor, escreva o seu nome aqui