Vigília em solidariedade aos activistas detidos em Cabinda

0
163

Redacção

 

Um grupo da sociedade civil convocou para os dias 22 e 23 de Fevereiro, no Largo da Independência, em Luanda, uma vigília para pedir a libertação de dezenas de activistas de Cabinda detidos no princípio deste mês.

Rosa Conde, uma dos organizadores da referida actividade, esclarece que várias cartas já foram distribuídas ao Comando Provincial da Polícia em Luanda e ao Governo Provincial de Luanda, explicando a intenção da actividade, porquanto, esperam por uma resposta das autoridades.

“Esta vigília vai ser realizada em solidariedade aos nossos irmãos que estão a ser detidos por defenderem uma causa, por isso, achamos que não podemos ficar indiferentes a situação que enfrentam os manos de Cabinda”, referiu activista.

Rosa relata que as informações que chegam de Cabinda é de um ambiente de muita tensão e de intimidação aos activistas que não se revejam com as políticas do MPLA, principalmente, quando a questão é questionar a governação de Eugénio Laborinho, governador de Cabinda.

“Gostaríamos que a sociedade aderisse a esta campanha. Hoje são os nossos manos, amanhã poderá ser um de nós. Enquanto, esperamos todos nos dias 22 e 23, no Largo da Independência manos e manas”, apelou.

Fala mesmo que indivíduos que estão abandonar a província com medo de ir parar na cadeia, atendendo a forma como a Polícia está a fazer buscar de activistas nas suas residências.

Ela avança que há excesso por parte das autoridades policiais, considerando que houve grande descarga policial, violação dos direitos e liberdades fundamentais dos cidadãos que se encontram detidos em diversas cadeias de Cabinda.

Seja o primeiro a comentar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva o seu comentário
Por favor, escreva o seu nome aqui